Nutrição e Imunidade: qual a relação?

Nutrição e Imunidade: qual a relação?

O sistema imunológico é o sistema de defesa do corpo humano que atua contra microrganismos maléficos presentes no ar, nos alimentos ou nos objetos. Ele é responsável por nos proteger contra: 1

  • Vírus;
  • Bactérias;
  • Infecções;
  • Tumores.

Como manter o Sistema Imunológico saudável? 2-4

Alguns fatores são importantes para um sistema imunológico saudável:

  • Praticar atividades físicas;
  • Ter uma boa noite de sono;
  • Beber muita água (35 a 40 ml de água para cada kg do seu peso corporal);
  • Tomar sol em quantidades moderadas diariamente;
  • Controlar o estresse;
  • Ter uma alimentação rica em nutrientes, sendo esta, uma das medidas mais importantes.

Nutrição e Imunidade 5,6

O sistema imunológico do nosso corpo apresenta uma série de reações bioquímicas que dependem de proteínas, vitaminas e minerais específicos. Esses nutrientes estão associados ao bom funcionamento do sistema imune, providenciando proteção e reparação do organismo, diminuindo as chances de ficar doente e ajudando na recuperação de forma mais rápida. Alguns nutrientes dão uma força extra para o seu organismo ficar mais preparado contra invasores. São eles:

  • Proteínas (aminoácidos);
  • Vitaminas A, D, E, B12, B6 e ácido fólico;
  • Minerais como: ferro, zinco, cobre, magnésio e selênio

Quando a pessoa não tem uma alimentação saudável, as células de defesa do nosso corpo acabam ficando menos eficientes.

Intestino e Imunidade 3,7,8

Você sabia que 70 a 80% das células do nosso sistema imune estão concentradas no intestino? Hoje, diversos estudos e pesquisas comprovam que o sistema imunológico tem uma ligação muito importante com a microbiota intestinal e, a dieta é o maior contribuinte no equilíbrio da flora bacteriana no intestino, influenciando assim a imunidade.

Além disso, quando a microbiota intestinal não é saudável, está relacionada a doenças como:

  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Câncer de cólon e reto;
  • Diarreias;
  • Obstipação crônica;
  • Doença de crohn;
  • Recolite ulcerativa;
  • Síndrome do intestino irritável.

O consumo de fibras na alimentação é uma estratégia interessante para manter o equilíbrio da microbiota intestinal, aumentando as bactérias benéficas e reduzindo as bactérias que causam doenças. Além disso, as fibras também ajudam a reduzir o índice glicêmico dos alimentos, contribuindo para a prevenção de doenças crônicas como a obesidade e o diabetes.

Por isso, podemos concluir que a nutrição tem relação direta e essencial com o sistema imunológico e, que ingerir alimentos saudáveis e ricos em nutrientes como: proteínas, vitaminas, minerais e fibras, favorece as funções de defesa do organismo contra doenças e infecções. Já uma alimentação pobre em nutrientes, aumenta as bactérias patogênicas em nosso intestino, impactando na imunidade do corpo e, consequentemente, no aumento do risco de doenças.

Referências

  1. Mazur, C. E, Rodrigues, I. D, Biasebetti, M. B. S. Relação do consumo de vitaminas e minerais com o sistema imunitário: uma breve revisão. Visão Acadêmica, v. 19, n. 1, 2018.
  2. ABRAN- Associação Brasileira de Nutrologia. Orientações Nutricionais para aumentar a Imunidade. 2020.
  3. Roseli O. S. Sarni, Fabíola I. S. Souza, Renata R. Cocco, Márcia C. Mallozi, Dirceu Solé. Micronutrientes e sistema imunológico. 2010.
  4. Rev Bras Med Esporte – Efeito do exercício no sistema imune: resposta, adaptação e sinalização celular. Vol. 18, No 3 – Mai/Jun, 2012.
  5. Mariano, K. P., Fioravanti, M. C. S. Nutrição e função imune. Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia. Programa de pós-graduação em ciência animal, 2011.
  6. Brasil. Ministério da Saúde. Guia alimentar para a população brasileira. 2ª ed. Brasília (DF); 2014.
  7. Perbelin, D. S., Angélica et al. The role of microbiota as allied in the immune system. Arquivos do MUDI, v. 23, n. 3, 2019.
  8. Fernandes, T. Fe. Impactos da microbiota intestinal na saúde do lactente e da criança em curto e longo prazo. International Journal of Nutrology, v. 10, n. S 01, 2017.
  9. Marteau P, Boutron-Ruault MC. Nutritional advantages of probiotics and prebiotics.

Veja também

Fibras e controle glicêmico: Qual a relação e a recomendação?

Fibras e controle glicêmico: Qual a relação e a recomendação?

saiba mais

Carboidratos de lenta absorção: O que são? Como ajudam na melhora da glicemia?

Carboidratos de lenta absorção: O que são? Como ajudam na melhora da glicemia?

saiba mais